Seleção Brasileira Juvenil realiza preparação para Pan-americano de ciclismo em Urubici



Publicado por: COMTUR  :  Categoria: Esporte, Notícias de Urubici

Fundação Catarinense de Desportos - Um almoço realizado na última quarta-feira (28) serviu de encontro entre dirigentes da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte, Ministério do Esporte e os oito ciclistas da Seleção Brasileira Juvenil, que treinaram durante 20 dias no Núcleo de Esportes de Base em Altitude, recentemente criado em SC, e que está localizado no Morro da Igreja, em Urubici. O Núcleo, ainda em fase de implantação, tem como objetivo preparar os atletas brasileiros na altitude, visando dar melhor capacidade aeróbica e resistência física àqueles que vão participar de eventos internacionais.

Fellipe Augusto da Silva (Tijucas), Julian Frassetto (Criciúma), Paulo Roberto da Luz (Criciúma), Diego Silva Andrade (Itapetininga), Gustavo Costa (Sorocaba), Teo Grandi (Presidente Prudente), Maurício Knopp (Ponta Grossa) e Murilo Afonso (Campo Mourão) foram os oito ciclistas que fizeram o treinamento em Urubici. Eles foram acompanhados dos técnicos Gustavo Freitas, Juliano Silva, Ruben Traba (Uruguaio) e José Luiz Nardin (São Paulo).

Os oito ciclistas ficaram na cidade durante três semanas se preparando para o Pan-Americano, que acontece de 1º a 8 de junho em Cuenca, no Equador. De volta a Florianópolis na quarta-feira (28) eles participaram do almoço para contar sobre o treinamento. Estavam presentes ainda o secretário de esportes de alto rendimento do Ministério do Esporte, Djan Madruga; o diretor-geral da SOL, Guilberto Savreda, além do diretor administrativo da Fesporte, Joaquim Villarinho, e Marúcia Antonow, diretora financeira.

Segundo Djan Madruga, Santa Catarina é o segundo Estado a receber um Núcleo de Esporte de Base em Altitude, o primeiro está localizado no Pico das Agulhas Negras, em Itatiaia (RJ). O Morro da Igreja, em Urubici, que tem aproximadamente 1.800m de altitude. A parceria envolve ainda o Ministério da Defesa, já que os atletas utilizaram as instalações do Cindacta II, da Aeronáutica.

“O Brasil foi pioneiro na década de 70, na preparação da Seleção Brasileira para Copa do Mundo México. Ganhamos a Copa com uma atuação brilhante onde o preparo físico dos atletas foi o grande destaque. Mas este tipo de treinamento foi deixado de lado e ficamos para trás. Só agora estamos retomando”, disse Djan Madruga. Vale lembrar o maratonista Frank Caldeira, que ganhou ouro na Pan-americano do Rio, fez sua fase final de preparação para a competição em Agulhas Negras (RJ).

Para Savreda, a união entre Governo do Estado e o Governo Federal para a criação do Núcleo de Esporte é algo para ser louvado, já que representa a junção de forças em prol do esporte. “Quem ganhará com isso são os atletas de Santa Catarina, o do Brasil, mas principalmente Urubici”. Dessa idéia também compartilha Joaquim Vilário. “Estamos fazendo história à medida que os resultados começarem a aparecer. E é por isso que em nome da Fesporte agradeço a todos os que estão envolvidos neste processo”.

O Núcleo de treinamento em altitude também conta com os apoios da Universidade Federal de Santa Catarina e da Udesc, onde os atletas terão acompanhamento e avaliação física nos Centros de Excelência em Esportes das duas universidades. Antes de irem para Urubici, os oito ciclistas da Seleção fizeram exames e testes físicos. Na volta, antes de embarcarem para o Equador, repetiram os exames para comparar os resultados.

A avaliação dos atletas foi supervisionada pelos professores Juarez Müller, diretor do Centro de Excelência Esportivo (Cenesp) da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) e Magnus Benetti, do Cenesp da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Em Urubici, os atletas alojados no Cindacta II passaram por um trabalho de pressurização hipobárica. “Com essa ação estávamos elevando o ambiente de alojamento para o que seria uma altitude de 3.500m. O objetivo era dar mais resistência aos atletas para que possam competir em igualdade de condições com outros competidores oriundos de regiões de grandes altitudes, como Colômbia, Bolívia, Peru, México”, conclui o professor Juarez Müller.

Fonte: Governo de Santa Catarina




VEJA OUTRAS NOTICIAS SEMELHANTES A ESTA:
Fatal error: Call to undefined function similar_posts() in /home/portalde/public_html/wp-content/themes/earth/single.php on line 46