A hotelaria como importante pilar do turismo



Publicado por: SECTUR  :  Categoria: Turismo

Congresso Nacional de Hotelaria (Conotel) completou a 50ª edição na semana passada. Neste meio século, crescemos, amadurecemos e comemoramos o reconhecimento da hotelaria como o pilar da indústria do turismo, responsável, em grande parte, pelo aumento de um dos índices mais importantes para a economia: o da criação de empregos. Hoje, garantimos cerca de sete milhões de empregos diretos, o que nos faz um dos setores mais ativos do País.

Iniciamos o Conotel ao fim de uma temporada maravilhosa para a hotelaria e não poderíamos encerrá-lo de maneira mais positiva, com a aprovação da Lei do Turismo pela Câmara. A lei, entre outras coisas, garante à indústria hoteleira o reconhecimento do setor como atividade exportadora a partir de uma mudança no trato das reservas internacionais feitas via internet.

Essas reservas passarão a ser consideradas como importação direta do turismo e poderão ter os benefícios da Lei de Exportação. Nosso pleito, agora, é que o presidente sancione a lei sem alteração, uma vez que a questão foi amplamente discutida por todos os envolvidos.

O Brasil é um destino em crescimento. Com a escolha do País como sede da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e a possibilidade de o Rio ser a sede da Olimpíada de 2016, estamos prestes a ter uma oportunidade única de nos reapresentarmos ao mundo. Com o cenário favorável, que inclui o crescimento do turismo mundial e a queda do risco Brasil, principal indicador de confiança dos investidores, temos a certeza de que, no médio e no longo prazos, teremos um novo panorama.

Por esses fatos, uma das questões que nortearam os discursos no Conotel foi a de como preparar o País para abrigar grandes eventos. Com ênfase em pontos como infra-estrutura e mão-de-obra, os 23 presidentes estaduais da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), representando os cerca de 900 empresários e profissionais do turismo que estiveram no congresso, saíram do evento com muitos desafios.

Um deles, em relação à capacitação da mão-de-obra, já está no plano de ação da ABIH Nacional, que promoverá convênios com o Ministério do Turismo que incluam linhas de financiamento para treinamentos e profissionalização.

A classificação dos meios de hospedagem, que será iniciada pelo Rio, também foi um dos assuntos que mais chamaram a atenção dos participantes no Conotel. Em sua apresentação, o Ministério do Turismo anunciou que estuda, para 2009, a criação de linhas de crédito específicas que garantam a qualificação da hotelaria.

Outra questão importante levantada pelos empresários foi sobre a atividade dos navios de cruzeiro. A ABIH Nacional, junto com outras entidades, já está estudando propostas que tornem essa atividade mais condizente com o setor hoteleiro do ponto de vista tributário.

Também não poderíamos deixar de fazer um apelo ao Ministério das Relações Exteriores para que repense a Lei da Reciprocidade de Vistos , que muito tem prejudicado o fluxo de visitantes no País. Agora, com a perspectiva de que países europeus passem a exigir visto dos brasileiros, por causa do alto índice de imigrantes ilegais, será um caos para o nosso receptivo internacional se exigirmos também o visto dos europeus. E nós não queremos nos contentar apenas com os turistas dos países em desenvolvimento.

Enfim, esse congresso afirmou a importância que a indústria do turismo tem na construção de um país economicamente forte. Não podemos, porém, ficar apenas comemorando as possibilidades. O Brasil é agora.

_____
Fonte: O Estado de São Paulo
* Álvaro Bezerra de Mello é presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH)




VEJA OUTRAS NOTICIAS SEMELHANTES A ESTA:
Fatal error: Call to undefined function similar_posts() in /home/portalde/public_html/wp-content/themes/earth/single.php on line 46